Receita publicitária do Google atinge US$ 15,5 bilhões no 1º trimestre

Blog do Feroli - F(r)ases da Vida

Google insideOutro trimestre se passou e a receita publicitária do Google continuou a crescer. Apesar disso, a gigante de buscas lucrou menos com cliques em seus anúncios nos primeiros três meses do ano, apresentando queda de 7% em relação ao final do ano passado. Porém, o número de cliques nos anúncios do Facebook cresceu 13% nesse primeiro trimestre. Esse padrão vem se repetindo desde o quatro trimestre de 2011.

No último trimestre de 2013, o Google migrou sua plataforma de compra de anúncios para a Enhanced Campaigns, que estabelece o preço para anúncios de mobile relacionados a anúncios de desktop, fazendo com que os anunciantes paguem mais em espaços pequenos.

Porém, a empresa afirma que o mobile não é responsável pela queda no preço por clique, e sim o YouTube. O valor cobrado pelo True View é muito baixo, justifica a companhia. Dessa forma, o valor do espaço do Google também…

Ver o post original 96 mais palavras

Anúncios

O que é uma ciência apriorística, e por que a economia é uma

Anarcocapitalismo

por Gene Callahan

mises.jpgNão é incomum encontrar pessoas muito inteligentes que, mesmo tendo grandes simpatias pela economia política de Ludwig von Mises, se sentem confundidas pelos seus métodos ou até mesmo negligenciam os preceitos metodológicos que guiam sua teoria econômica. Mais tipicamente, essas objeções são particularmente dirigidas à asserção enfática e sempre repetida por Mises que postula que o núcleo da teoria econômica é composto de conceitos a priori – isto é, proposições cuja validade é atingida por contemplação ao invés de por pesquisa empírica. Essas pessoas normalmente consideram esse aspecto do pensamento de Mises como sendo contrário aos princípios científicos modernos, como se fosse um fóssil vivo, uma besta arcaica que deveria ter sido extinta junto com o racionalismo abstrato da era anterior à Revolução Científica.

Devido aos vários diálogos que já tive com tais críticos, creio que detectei um equívoco frequente sobre o que significa o fato de uma…

Ver o post original 1.714 mais palavras

Ainda Vale a Pena Investir em Empresa Contábil?

Boletim Contábil

por Gilmar Duarte (artigo enviado por e-mail pelo autor em 06.04.2015)

Com todas as dificuldades impostas ao desempenho da atividade empresarial contábil será que ainda é vantajoso investir neste ramo? Você conhece todos os riscos?

No ramo industrial, os chamados Tigres Asiáticos – Cingapura, Taiwan, Coréia do Sul e Hong Kong – despertam grande temor entre os outros países, pois produzem com baixíssimo custo, o que leva a quebrar empresas no mundo inteiro.

Os médicos reclamam que o investimento na formação para o desempenho da função é alto e moroso, e posteriormente a remuneração não é condizente.

As construtoras dizem que só conseguem pegar obras do governo se pagarem propinas aos altos executivos governamentais, e agora o risco de ir para a cadeia é grande.

Se analisarmos todas as atividades encontraremos entraves que devem ser mensurados para concluir se vale a pena investir nelas.

As empresas contábeis têm enfrentado inúmeras…

Ver o post original 444 mais palavras

Plano de Contas Contábil

Boletim Contábil

O Plano de Contas Contábil  é elaborado considerando-se as especificidades e natureza das operações realizadas.

Precisa também contemplar as necessidades de controle de informações no que se refere aos aspectos fiscais e gerenciais (para facilitar, por exemplo, a elaboração de orçamentos e projeção de fluxo de caixa).

O Plano de Contas pode ser simplificado e deve conter, no mínimo, 4 (quatro) níveis.

Exemplo:

Nível 1: Ativo;

Passivo e Patrimônio Líquido; e

Receitas, Custos e Despesas (Contas de Resultado).

Nível 2: Ativo Circulante e Ativo Não Circulante.

Passivo Circulante, Passivo Não Circulante e Patrimônio Líquido.

Receitas de Venda, Outras Receitas Operacionais, Custos e Despesas Operacionais.

Nível 3: Contas sintéticas que representam o somatório das contas analíticas que recebem os lançamentos contábeis, como, por exemplo, Caixa e Equivalentes de Caixa.

Nível 4: Contas analíticas que recebem os lançamentos contá beis, como, por exemplo, Bancos Conta Movimento.

Uma exemplificação dos 4 (quatro) níveis…

Ver o post original 55 mais palavras

Série Contabilidade – O que são custos variáveis na pessoa física?

.

Dentre os profissionais de saúde que podem emitir recibos que podem  ser utilizados na declaração de imposto de renda temos: médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais. Dentre os profissionais de saúde que emitem recibos utilizáveis na declaração de imposto de renda temos: médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais.

Ser Profissional de Saúde autônomo talvez seja uma das atividades mais comuns em nossa área. Como profissionais da saúde, exercemos uma atividade diretamente relacionada a um função do Estado. Isso nos põe em condições diferentes daquelas observadas noutros profissionais de outras áreas em relação à RECEITA FEDERAL, porém, é preciso conhecer alguns detalhes sobre a emissão de recibos, pois esses  caracterizarão os CUSTOS VARIÁVEIS DA PESSOA FÍSICA.

O profissional de saúde, como qualquer outro profissional, que nega ou deixa de dar a nota fiscal ou recibo pode ser punido com multa e reclusão de dois a cinco anos, conforme artigo 1º, inciso V, da Lei n.º 8.137/1990.*

Dentre os profissionais de saúde que podem emitir recibos que podem  ser utilizados na declaração de imposto de renda temos: médicos…

Ver o post original 161 mais palavras

Características Básicas da Contabilidade do 3º Setor

Boletim Contábil

A estrutura patrimonial definida pela Lei das Sociedades por Ações (Lei 6.404/1976) é a base da contabilidade do terceiro setor.

Entretanto, algumas adaptações devem ser feitas e dizem respeito, principalmente, à nomenclatura de algumas contas a serem utilizadas.

A terminologia relativa ao Patrimônio Líquido é diferenciada:

– ao invés de Capital Social, utiliza-se contas de Patrimônio Social;

– ao invés de contas de Reservas de Lucros e Reservas de Capital, utiliza-se, genericamente, contas de “Outras Reservas”;

– ao invés de Lucros ou Prejuízos Acumulados, utiliza-se contas de Superávit ou Déficit Acumulado.

A contabilidade registra os recursos recebidos para atender atividades ou projetos específicos de forma separada (em fundos), valendo-se das restrições impostas pelos doadores externos à entidade ou mesmo observando restrições impostas pelos órgãos diretivos da entidade.

Na prática existirão, em uma entidade, vários tipos de “fundos” como, por exemplo, “Fundo para Construção de Sede Social”, “Fundo para Bolsas de…

Ver o post original 146 mais palavras